Que material de podcast precisas para começar?

material de podcast

Vais começar um podcast mas não fazes ideia de que material necessitas? Ou o telemóvel iria ser a tua ferramenta de trabalho? Embora válido, se és uma mulher empreendedora e o podcast faz parte da tua estratégia de negócio, é importante que apostes em garantir a qualidade do som e para isso vais precisar de equipamento específico! 

(o texto que se segue é longo, mas está dividido por títulos para facilitar a tua experiência de leitura)

Criar um podcast pode ser fácil e rápido e até a custo zero mas quando este modelo de comunicação faz parte de uma estratégia de negócio, para chegar até à nossa audiência/ clientes, a qualidade do produto final também é sinônimo de credibilidade para a marca. 

Por esse motivo, reuni neste artigo uma lista do material que necessitas, dividido em dois níveis:

  • Nível 1 – Básico – Para Iniciantes
  • Nível 2 – Pro – Para elevar o teu podcast a outro nível

Material de Podcast Nível 1: Básico

Se estás a começar hoje o teu podcast mas queres produzir conteúdo com qualidade, sim, qualidade de som, porque no final do dia esse fator é super importante e irá diferenciar os ouvintes que ficam e os que abandonam o teu podcast, então necessitas investir em material de podcast para começar a gravar o teu podcast:

1. Microfone

Qualquer podcaster precisa de um microfone, é essencial para criar um programa de podcast com qualidade e garantir um áudio o mais limpo possível. Mas não é qualquer microfone, tu precisas de um microfone específico, para estúdio ou podcasting. 

Dentro dos vários modelos existentes, os que se adaptam a estes condições, encontram-se dentro de duas características, são estes, os microfones dinâmicos ou compressores. 

Os microfones dinâmicos têm a particularidade de captar o som mais próximo, o que significa que quanto mais longe estás do microfone, menos a tua voz se ouve, o que obriga a estar a pelo menos a um palmo de distância do microfone. Este efeito também é interessante porque torna a voz mais aveludada, ao estilo “voz de rádio”, o que também é mais agradável para o ouvinte. 

Esta característica é importante porque paralelamente também significa que ruídos de fundo, o chamado de white noize, entre outros, são menos captados pelo microfone, contribuindo para uma melhor qualidade do teu áudio. 

Os microfones condensadores têm um espectro de captação de voz muito mais amplo o que permite um maior à vontade aquando a gravação de áudio sem obrigar a uma permanente atenção à proximidade do microfone mas acima de tudo a voz fica muito mais limpa e clara. Estes microfones são altamente potentes e ideais para utilizar num contexto de estúdio, isto é, num espaço insonorizado. Caso contrário, o mínimo ruído ficará na gravação, como barulhos de carros, bater na mesa, etc. 

Recomendação: Idealmente, e uma vez que a maioria de nós não tem uma sala à prova de som em casa, recomendo-te a utilização de um microfone dinâmico. Garante à mesma uma excelente qualidade de som e permite-te gravar em qualquer lugar, ajudando a reduzir sons indesejados. 

Alguns modelos de microfones dinâmicos que recomendo (do mais barato ao mais caro):

2. Bases para Microfone

A base do teu microfone é tão ou mais importante que o microfone em si, pois é esta que irá dar estabilidade ao microfone, e que conseguinte também impacta a qualidade do som, uma vez que ao mínimo toque ou abanão, são vibrações, que são captadas em áudio e prejudicam a qualidade do som. 

Embora uma grande parte dos microfones já traga uma base, poderás optar por outros sistemas e que melhor se adaptem ao formato do teu podcast. 

Dos vários formatos existentes, os mais utilizados são os “braços extensíveis” e as bases de secretária.

  • Os braços extensíveis têm a vantagem de ser super leves, e por isso fáceis de carregar mas também de arrumar, uma vez que são dobráveis. Trazem consigo uma peça que te permite encaixar e prender o braço a uma série de superfícies. 

A grande vantagem deste suporte é te permite colocar o microfone em qualquer local,facilitando a conversa entre duas pessoas, e liberta espaço na mesa (logo evitam-se as pancadas no suporte). A grande desvantagem deste material é que, embora seja mais fácil de encontrar a um preço bastante acessível, a qualidade por vezes não é a melhor e a estabilidade do microfone também não. Braços extensíveis com boa qualidade chegam a ultrapassar os 100€. 

  • As bases de secretária, também existem em todos os formatos e feitios, e a um range de preços variados, mas hoje vou-te falar das que eu considero válidas para podcasting. Estas bases de secretária, possuem uma base que chega a ter entre 2 a 4kg. São excelentes para quem utiliza sempre o mesmo espaço para gravar os seus áudios e oferecem uma estabilidade incrível. Algumas destas bases tem também um braço extensível, o que pode ser útil caso queiras adaptar o teu cenário de gravação. 

Recomendações: Entre um e outro modelo, deves escolher o que melhor se adapta ao teu programa, se vais fazer deslocações, se és apenas tu, no teu espaço em casa, ou se procuras algo mais robusto. Para ambas as opções existem hipóteses que cobrem os vários aspetos. Em baixo deixo-te uma seleção das que considero melhores:

3. ShockMount

O shockmount ou “aranha” é uma espécie de anilha de metal coberta de uma “teia” de elásticos e ferro (ver imagem) que assenta na base microfone. O que esta peça faz é amparar vibrações e evitar que esses sons sejam captados no teu áudio. Para quem é amador, esta peça pode parecer dispensável, mas no final do dia faz uma grande diferença. Os shock mounts variam muito de microfone para microfone, uma vez que diferentes modelos poderão ter diferentes diâmetros. Por este motivo aconselhamos a confirmares com a marca ou vendedor se vendem esta peça para o modelo que adquirires ou tenta perceber o diâmetro do microfone para que possas comprar uma peça adequada. Em baixo poderás ver um exemplo de um shockmount:

shock mount

4. Pop Filter

O Pop Filter é exatamente o que o nome indica, é um filtro, que colocas à frente da boca do teu microfone, que ajuda a amortecer os sons “pop” que fazemos ao falar demasiado perto do microfone. De certeza que já ouviste algum podcast em que constantemente ouves “pop””pop””pop”, quase como um sopro em cima do microfone que ganha magnitude e se torna neste som. Pois os filtros são essenciais para reduzir este ruído e tornares o teu som mais agradável para o ouvinte. 

Existem muitas opções no mercado de pop filters, inclusive, alguns microfones já oferecem esta opção, seja como for, deixo-te em baixo algumas opções interessantes (tem em atenção que os pop filters divergem em tamanho, pelo que deverás ter em conta o que melhor se adequa às dimensões do teu microfone):

Material de Podcast Nível 2: Pro

Já tens um podcast e já dominas os pontos em cima mas queres levar o teu podcast a outro nível. Pois bem, deixa-me relembrar-te antes de prosseguirmos que é super importante teres um microfone com qualidade e que tenha a possibilidade de ligar cabos XLR (por norma a maioria tem). Se não é o teu caso, revê a lista em cima e as sugestões de microfones e pondera adquirir um. 

Se já estás pronta para rock&roll, estes próximos items vão te deixar super entusiasmada pois vão mudar a qualidade do teu áudio em 200%. Vê em baixo a lista de material de podcast pro que podes adquirir.

1. Cabos XLR

Estes cabos são muito mais grossos que um cabo USB e tem duas cabeças grandes com 3 dentinhos lá dentro, sendo que uma se conecta ao microfone e outra a um mixer ou adaptador (já vou explicar mais à frente em que consistem). 

Não sei se alguma vez apanhaste uma conversa de geek sobre tecnologia, mas quem é apaixonado por estas áreas sabe que existe uma ciência em torno desta questão da cablagem, que faz magia, seja na questão do som ou até imagem, entre outros fatores. 

Um cabo XLR é muito mais “pujante” que um cabo USB e acredita em mim quando te digo, se testares um e outro vais perceber a diferença dramática do USB para o XLR. 

Alguns microfones já trazem estes cabos e estão adaptados tanto para ligação USB como XLR, como é o caso do SAMSON Q2U, mas por uma questão de precaução, confere com o vendedor antes de te comprometeres com qualquer microfone. A grande questão dos cabos XLR é que mesmo que os microfones tenham essa ligação, muitas vezes estamos a utilizar o nosso pc para fazer as gravações, e os computadores não permitem ligar XLR só USB. Posto isto tens duas hipóteses, comprar um adaptador ou um mixer!

Podes adquiri um cabo XLR em qualquer loja de tecnologia que venda cabos. Tem apenas em atenção as entradas:

cabo xlr

2. Mixer ou Adaptador

Deixa-me começar por te falar do mixer ou mesa de mistura, porque se o teu objetivo é elevar o teu podcast, um adaptador nem é relevante, confia em mim. 

Lembras-te daquelas tardes passadas, ou até dias, a editar os áudios do teu podcast, a tentar remover aqueles picos do som, a tentar eliminar aquele ruído de fundo irritante… pois bem, com um mixer esses dias não se repetirão. 

  • Um mixer ou mesa de mistura, para além de te permitir conectar os teus fantásticos microfones, ligados pelos mais fantásticos cabos XLR, permite-te ainda regular uma série de componentes de áudio que só conseguirias fazer na edição do mesmo, por exemplo, a regulação do volume, nivelar o volume das vozes, adicionar efeitos de som engraçados.

Para além disto tudo a mesa permite-te também conectar o teu telemóvel e instrumentos musicais. 

Este tipo de tecnologia, para além de elevar a qualidade de som do teu podcast, também te reduz imenso tempo na edição, para além de ser super divertido testares todas as opções disponíveis. 

Um mixer pode ter desde 1 a 8 entradas p/ microfone, por isso quando adquirires um tem em conta sempre o formato do teu podcast, se és apenas tu ou se pretendes ter convidados e quantos. Eu recomendo sempre apostar num mixer que tenha até 4 pois o investimento compensa e fica já assegurado para mudanças futuras que possas fazer no teu programa.

  • Um adaptador é isso mesmo, um pequeno aparelho que te permite conectar o teu microfone via XLR e que tem um cabo USB para ligar ao computador. Também pode ser muito útil, caso queiras gravar com mais de um microfone, uma vez que existem adaptadores disponíveis com mais do que uma entrada. Pode ser uma boa opção se fores apenas tu. 

Recomendações: Em baixo podes ver algumas opções de mixers, comprovadamente bons, com diferentes valores:

3. Material Acústico

Eu sei o que estás a pensar, que agora que tens o material mais espetacular para que é que ainda precisas de mais material acústico? Já não está o som bom o suficiente?

O áudio do teu podcast, acredites ou não, pode sempre ser melhorado, e essa é uma sensibilidade, que com a experiência vais ganhando. Mas existem sempre questões que foge ao nosso controlo e a qualquer equipamento de topo, como é o caso do ruído exterior (rua, carros, aviões, gritos, vozes, etc). 

Por este motivo, e porque certos sons mais altos e intensos, são captados à mesma pelos aparelhos, tu precisas sempre garantir que o espaço onde estás a gravar não só é o mais isolado possível, como está preparado para minimizar acima de tudo interferências internas (podes ler mais sobre como preparar um espaço para gravar podcast aqui). 

Para transformar o teu espaço num verdadeiro estúdio de podcast e minimizar os ruídos internos, podes adquirir placas de espuma para colocares nas paredes do espaço onde irás gravar. Certamente se já viste um estúdio, deves ter reparado que estes têm sempre as paredes cobertas por algum material, que tem efetivamente o objetivo de minimizar ruído externo mas acima de tudo, amparar os ruídos provenientes do interior. Isto porque as ondas de som “viajam”, dentro do espaço e embatem nas superfícies/limites desse mesmo espaço. Esse “embater” cria ruído, como é o caso do eco, e que acontece maioritariamente em espaços vazios ou com superfícies “duras”. As placas de espuma, por ser um material “mole”, o que fazem é amortizar as ondas de som e evitar que se propaguem neste formato. Para além disso ajudam a conferir uma extra camada de isolamento face ao exterior. 

Nota que, estas placas não são todas feitas do mesmo material, por isso aconselho-te a teres muita atenção ao fornecedor onde adquires as mesmas, seja como for, em baixo tens algumas opções por onde podes escolher.

Outra opção interessante, que poderás utilizar, caso graves o teu programa sozinha, são uma espécie de cabines/ barreira que cobrem a zona em torno do teu microfone, permitindo recriar quase o efeito de estúdio e proteger o microfone. 

Recomendações: Existem mil opções de placas de espuma no mercado, em diferentes tamanhos e formas, por isso, em baixo, deixo apenas algumas opções para compreenderes do que se trata e onde poderás adquirir este material:

Notas Finais

O mundo de podcasting é em si mesmo um mundo, como a própria palavra indica, e melhorar a qualidade do teu programa pode envolver ainda mais detalhes do que os mencionados neste artigo. Seja como for, o terceiro nível de podcast, será sempre passares o teu programa para um estúdio de podcast capacitado para o efeito (sem interferências de ruídos externos) ou criares tu o teu próprio estúdio em casa. Mas se és uma “go getter” tens aqui material de podcast suficiente para tornares o teu programa super profissional. 

És uma mulher empreendedora e queres começar o teu podcast hoje? Conhece os serviços que temos disponíveis para te apoiar no estúdio de podcast GCREW!

Artigos relacionados:

7 Dicas para melhorar a qualidade de som do teu podcast

Como criar um podcast em 6 passos

Partilhar:

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest

Subscreve à Newsletter

Junta-te à Crew

Junta-te a nós e tem acesso ao social club mais inspirador de Lisboa!